quarta-feira, 22 de abril de 2015

Fricassé de Frango delicioso



Oi gente!

Quanto tempo!
A Cozinha da Leca tem expandido muito, adiquirindo muito conhecimento em todos os setores para se tornar uma grande empresa, mas o meu coração sempre ficará aqui com vocês. E sei que entendem esta fase, não é mesmo?

Para me redimir e demonstrar mais uma vez o quanto são importantes para mim, trouxe uma receita tão simples e saborosa que tenho certeza que vocês vão amar!

Fricassé de Frango


Ingredientes

1 peito de frango sem osso cozido e desfiado
1 copo de requeijão cremoso
1 xícara de água do cozimento do frango
1 lata de milho verde escorrido
200ml de creme de leite
150 gr de azeitonas verdes sem caroço
1 pacote de batata palha
(Eu gosto daquela extrafina)
300gr de mussarela fatiadad ou ralada

Preparo

Cozinhe o frango com os temperos à seu gosto.

No liquidificador bata o creme de leite, a água, o milho, o requeijão e as azeitonas.

Misture o creme ao frango desfiado e cubra com a mussarela.

Leve ao forno, coberto com papel aluminío e deixe assara té borbulhar o queijo.

Retire do forno, povilhe a batata palha e sirva em seguida.

Deliciiiiie-se!

Curiosidade....

Fricassé, na culinária de Portugal, é um molho de ovos e limão, equivalente ao grego avgolemono. Já no Brasil, fricassé ou fricassê são termos usados para um guisado com molho branco, como em França de onde a expressão é aparentemente originária. Noutros países, a receita não leva ovos, embora no dicionário da Real Academia Española esteja explícito que esta iguaria, de origem francesa, levava um molho com ovos.

Em Portugal, a palavra utiliza-se tanto como a principal no nome do prato (“Fricassé de Pescada”, “Fricassé de Legumes”) como no final (“Frango de Fricassé”, “Almôndegas de Fricassé”, “Língua de vaca de Fricassé”), mas sempre com o molho engrossado com ovos e limão, como o avgolemono dos gregos. Por vezes, acrescenta-se maizena para reforçar o creme.
(Fonte: wikipédia)

terça-feira, 10 de março de 2015

Bolo de Cenoura com cobertura durinha

Oi gente, quanto tempo, e que saudades!

Quem não gosta de comer um bolo acompanhado de um cafézinho preto?



Aqueça o forno, anote os ingredientes e bora pra cozinha.

Ingredientes

1/2 xícara (chá) de óleo
3 cenouras médias raladas
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Preparo

Bata no liquidificador primeiro a cenoura com os ovos e o óleo, acrescente o açúcar e bata por uns 5 minutos.
Depois numa tigela ou na batedeira, coloque o restante dos ingredientes misturando tudo, exceto o fermento.
Esse é misturado lentamente com uma colher.
Asse em forno pré-aquecido (180ºC) por 40 minutos.

Cobertura

Uma xícara de açúcar
Uma xícara de achocolatado em pó
Uma colher (sopa) de margarina
4 colheres (sopa) de leite integral

Levar tudo ao fogo até levantar fervura.

Jogar no bolo ainda quente e deixá-lo em algum ambiente que tenha corrente de vento para que ele forme a casquinha rapidinho.

Delicie-se!

Volto em breve, beijo no coração!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Ninhos Recheados para um domingo em família

Olá meus amores! como vão?!

Vi esta receita lá no site Panelaterapia, fiz minha versão e trouxe a vocês.Bora cozinhar?




Usei o macarrão tipo cabelo de anjo.
Mussarela
Presunto
Catupiry
Molho de tomate
Queijo parmesão para polvilhar.

Prepare um sachê e meio de molho de tomate conforme seu gosto.
Eu gosto de acrescentar manjericão! Hmmmm!

Numa travessa de vidro coloque metade do molho e disponha os ninhos crús deixando um espaço entre eles. Coloque uma boa colherada de catupiry (ou requeijão, ou creme de ricota ou molho branco, você escolhe). Faça rolinhos com o presunto e queijo e corte em três, coloque cada pedacinho no meio dos rolinhos. Complete com o restante do molho e cobra com papel alumínio.

Leve ao forno pré-aquecido 180C por uns 30 minutos.

Vá abrindo o forno e molhando os ninhos com o molho do fundo da assadeira, por umas três vezes. Após o tempo de forno, polvilhar o parmesão e deixar gratinar por mais uns 10 minutos, sem o papel alumínio.

Espero que gostem. Eu AMEI!




segunda-feira, 9 de junho de 2014

Bolo prestígio com BIS

Oi pessoal!

Olha a delícia produzida nesse fim de semana! É de dar água na boca.

Bolo prestígio, cobertura de brigadeiro e raspas de chocolate branco, lateral com BIS.

Hmmmmmmm



Beijos! Ótima semana a todos!

terça-feira, 6 de maio de 2014

Bicarbonato de sódio x Fermento em pó

Qual a diferença entre fermento em pó e bicarbonato de sódio??
Por que algumas receitas levam um ou outro e algumas levam os dois??O fermento em pó e o bicarbonato de sódio são produtos químicos, utilizados em bolos e biscoitos, e tem função de dar volume e leveza à massa. Os dois liberam dióxido de carbono que nada mais é do que gás carbônico, cujas bolhas fazer a massa crescer.
O bicarbonato de sódio libera o dióxido de carbono quando misturado com algum ácido líquido, como limão, vinagre, iogurte, buttermilk etc. e começa a reagir imediatamente quando em contato com este ácido líquido. O cacau em pó é também um elemento ácido, porém só irá reagir com o bicarbonato quando entrar em contato com algum líquido. O bicarbonato também libera carbonato de sódio, um elemento que tem um sabor bem desagradável, mas que irá ser neutralizado pelo ácido.
O fermento em pó é uma mistura de bicarbonato de sódio com algum ácido – normalmente cremor de tártaro – e amido que absorve a umidade. Ele também começa a reagir quando misturado com algum líquido, mas não necessita do elemento ácido pois já contém em sua fórmula. O amido contido no fermento serve apenas para absorver eventual umidade, quando ainda na embalagem, e evitar que o bicarbonato reaja com o ácido – ambos contidos na fórmula. Embora ele comece a reagir quando em contato com algum líquido, será apenas no calor do forno que irá ter todo o seu potencial ativado.
Normalmente o bicarbonato é utilizado em receitas que não necessitam de tanto volume, como biscoitos e cupcakes. Já o fermento em pó é mais utilizado em bolos. Quando a receita leva por exemplo cacau em pó, que é ácido, normalmente pede os 2 elementos, principalmente se for um bolo.
É fundamental utilizar a quantidade correta e não substituir um pelo outro, já que uma receita equilibrada e bem elaborada necessita da quantidade certa de cada elemento. Se acrescentar fermento químico em excesso, a produção de gás será tanta que essas bolinhas que estavam tentando escapar irão conseguir. E sem elas dentro da massa durante o cozimento do bolo, ele irá murchar. Ou também pode deixar a massa com um volume tão grande que sua estrutura interna ficaria frágil a ponto de quebrar, deixando seu bolo solado. Se acrescentar pouco, não terá quantidade suficiente de gás para fazer a massa crescer.

Fonte: Internet